21/07/08

Mais Ausente



A caminho de férias, ficar ainda mais ausente.

Ausente da ausência.
Numa pausa na pausa.

"Sempre Ausente", do António Variações - Anjo da Guarda; 1983.
Porque há coisas simples muito bonitas.

Apreciem. Muito. Tudo.

6 comentários:

ALMAMATER disse...

se é possível ausentarmo-nos completamente, só daquilo que (não) interessa ou, utopicamente, simplesmente, porque se acredita...

eu acredito que cada um, dentro de si, é um Mundo (vulgar, eu sei)e que pode construi-lo à medida, invisível, disfarce, ilusão...

o que interessa? conhecer as coordenadas de navegação.

beijo e excelentes bem merecidas férias...

alma

Jaime A. disse...

e tu estás sempre ausente e não te podem encontrar...
podes estar ausente (não sempre), mas encontrar-te, nem que seja na recordação e no regresso.
Uma férias reparadoras, e um "afinar de pena".
Aquele abraço.

esquerdino disse...

Umas boas férias pars si também, e espero que jogue muito(você sabe o quê) lol!
Eu depois tenho que falar com você!
Vemos nos por ai!

LFM disse...

boas férias

Shadow3700 disse...

Boas férias ;)

dia-a-dia disse...

Já só venho a tempo de te perguntar se gozaste bem esses dias e se estás pronto para o que nos espera...

;)