15/07/06

Piratas Profissionais

Frequentadores atentos terão ideia de há algum tempo ter contado um episódio metendo vikings, piratas e reclamações (não há como conferir...).

Pois há desenvolvimentos!
O expedito Ministério da Cultura, através da Inspecção-Geral de Actividades Culturais, respondeu, como é de lei, à minha reclamação, como pode ver-se...
Com o pequeno transtorno de a resposta ser uma vergonha. (E não me refiro só às construções de texto...)

Depois de me recordar o "desagrado" da minha experiência, a IGAC informa que, muito diligente, "notificou a entidade prestadora de serviços" para "prestar esclarecimentos".
Pois...

Mas para estes senhores, "prestar esclarecimentos" significa ouvir a parte que, ao explicar-se, esmaga qualquer crítica com a força do seu depoimento.
Como nas brincadeiras dos putos, quem tem a última palavra é quem tem razão.
E assim não há "motivo para o levantamento de um auto de notícia", porque "a situação descrita não corresponde a violação".

O "esclarecimento" da Castello Lopes! Da parte posta em causa!
Segundo ela, tudo foi normal, uma vez que tanto o trailer do recente "Os Piratas das Caraíbas" como o filme "Asterix e os Vikings" estão classificados "para maiores de 6 anos" - e para a IGAC é o que basta.

Só que são dois os problemas que se colocam: o da estupidez (da atitude descrita) e o da incompetência.

Por via das dúvidas solicitei à CCE-Comissão de Classificação de Espectáculos um esclarecimento sobre a classificação do filme "Piratas das Caraíbas: O Cofre do Homem Morto"; cuja resposta também reproduzo.

E em que ficamos?
O Ministério da Cultura não sabe às quantas anda... ou não se interessa em saber, satisfazendo-se com respostas de "chapa 4" a algum chato que se atreva a quebrar a tranquilidade do seu dia-a-dia?

Será normal estes senhores, que são os supostos craques, confundirem um filme para maiores de 12 anos com um para maiores de 6?!
Será que é normal passar trailers de filmes para maiores de 12 em salas do "Asterix"? (Vai um trailerzinho para tirar as dúvidas?)
E será normal estes senhores não terem sequer a noção de que o próprio "Asterix e os Vickings" não é para um público de maiores de 6 mas para maiores de 4?!? (O que torna tudo ainda mais ridículo...)

Garanto é que isto não fica por aqui, porque ninguém gosta que lhe soletrem p-a-r-v-o na cara.
Ou de ver que quem tem responsabilidades (sejam elas quais forem) de forma tão leviana as exerce e de forma tão desprezível trata quem a si recorre.

À suivre...

1 comentário:

fernanda disse...

poderia ter sido um Utilidade Pública Um. viva a voz das consciências!