21/01/07

Grandes Portugueses - Edição Especial


"Olhó Português fresquinho, ó fregueeeesa!
É a 60 é a 60!..."

Estamos convocados a votar no "Maior Português" e há muito por onde escolher.

Podemos votar em políticos mortos no século XX como Salazar ou Cunhal.
Um deles que manteve 40 anos Portugal num parêntesis que se sente até hoje; outro que não obstante o seu papel na "História Moderna Portuguesa" não chega a mais que uma nota de rodapé na "História de Portugal" - como virá a comprovar-se em 100 anos (por diversos motivos, graças a Deus).

Podemos votar num político que morto há séculos pautou a sua intervenção e o seu reformismo pela perseguição, pela violência, pela ambiguidade moral, pelo absolutismo e pelo jogo oligárquico.

Podemos votar num homem de coragem e determinação deste último século que com um mundo em convulsão determinou a vida de centenas em risco de vida, mas contudo cuja honradez não colheu nem reproduziu na natureza lusitana.

Podemos votar em notáveis homens da arte nacional.
Daqueles que interpretaram como ninguém a essência de Portugal, mas que nada em concreto (infelizmente) provocaram a decisão ou o rumo do que de bom (?...) fôssemos hoje.

Restam-nos os Heróis do Mar e o Fundador - Homem que deu origem a esta aventura.

Não era de prever? Não era evidente?
Só são esquisitas as suas companhias. Que não são culpa de quem respondeu. São culpa de quem perguntou.

...E todos valerem o mesmo: módicos 60 cêntimos+IVA.

3 comentários:

Joaquim Sobral Gil disse...

0.60+IVA será o valor que damos àqueles que modelaram a nossa História?
Penso que não. Por mim, votaria n x 0,60 (+IVA) nalguns Portugueses (e Portuguesas) que fizeram (ou têm feito) deste País algo mais do que aquilo de que estamos sistematicamente a dizer mal. Apntar o dedo, mesquinhar é tão fácil como saltar à corda; agora agarrar nesta massa humana e procurar fazer o melhor possível... isso já é outra loiça (e então sem pedir o subsidioziozinho ao Governo ou à UE...).
Acordemos! Sejamos capazes de pôr os olhos naqueles (e naquelas) que, apesar dos defeitos e erros cometidos, conseguiram "passar alem da dor/além do Bojador"!
0,60 + IVA? E porque não? Votar muito (e em quem se acredita) não será uma fortuna, mas será uma maneira de dizer: Presente!!

cantinho disse...

iniciativas como esta deixam-me sem discernimento para criticar, protestar ou qualquer outra coisa mais válida... mas constato que, entre os nomeados, não consta ninguém da nossa história mais recente. o que poderá levar-nos a reflectir sobre a parvoíce destas coisas - ai! lá saiu a crítica - ou sobre a frágil qualidade dos nossos portugueses mais actuais.
bem apanhado e digno de pano para mangas... bj

papidamati disse...

Por 0.60 € ... é um toque real ou polifónico?
eheheheheh
;-)
abracinhos