10/01/07

"I see dead people..."

Alguém ainda tem paciência para esta pessoa?...

É que está sempre a aparecer!
Sempre a azucrinar!

Se acontece alguma coisa no mundo, lá está ela!
Se acontece cá, lá está ela na mesma!
Se não acontece nada, nem assim nos livramos!
Quer haja assunto, quer não haja, quer alguém o invente ou lhe dê espaço para o inventar, ela lá está, sem piedade...

Se não é o Borndiep é outra coisa qualquer.
E por mais que tentem enterrá-la, ela desenterra-se sempre sozinha!
Não foi mera casualidade mandarem-na para a Indonésia ou para a Europa! Queriam era ver-se livres dela!
...E olha o resultado: nenhum.

Agora são "os vôos da CIA", a encher chouricito.



E mexe e remexe e torna a mexer...

Até que a senhora vai dois dias aos Açores, fala com populares (só pode ter sido) que lhe "confirmam a passagem nos Açores de vôos da CIA" (espanto!) e toma conhecimento de
movimentações de "pessoas agrilhoadas".

Ora, quer se trate de uma actualização festiva do "Conto de Natal" do Dickens ou não, esta coisa do "diz que lhe disseram que viram" é uma grande fantochada.
E se calhar, se a senhora não andasse sempre no laréu, se falasse com qualquer português que cá viva e pene, qualquer um lhe contaria das "
coisas complicadas" que tem visto acontecer!...

Com tantas "visões", dá vontade de dizer: "Ai «I see dead people...»? Olha que eu também! Como dizia o chavalito: «Dead people walking around like regular people. They don't see each other. They only see what they want to see. They don't know they're dead.»"


Porque é da boca das crianças que sai a verdade.

2 comentários:

cantinho disse...

já com a situação em Timor foi quem foi... pensei que seria considerada uma tralha nacional, pela vergonha com que lidou com a situação acompanhada do sr. cabeçadas mas não havendo margem para escolha no ps, devemos acreditar que este mandato socialista em que temos de navegar à bolina é o dos mortos-vivos - e que, espero, não sejamos nós. pelo cansaço e pelo mais do mesmo sempre, até nas "caras".

papidamati disse...

E como se não bastasse agora temos que levar com ela a defender o "Vasco da Gama", na disputa (ooops eu disse puta...!?)de " O Maior Português de Sempre" ...!.!
Ainda que aqui para nós ... eu quer-me é parecer que a sua experiência a esse nível terá qualquer coisa a ver com a ingestão de vinho da Vidigueira...
Tanta vez viu os rótulos do "Navegante" ... que num momento de inspiração se achou com cabedal para defender o Vasco da Gama.
Quer dizer ... dela ou de quem se lembrou dela para o fazer ...!